CURA PARA A RESSACA

Pode ser a galinha dos ovos de ouro, com venda garantida em todo o mundo: a pílula anti-ressaca vai dar milhões a uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, em São Francisco, que se dedica totalmente à sua concepção. Se há pressa em combater os efeitos do álcool é porque, só nos Estados Unidos, as faltas ao trabalho e o baixo rendimento laboral que provoca têm um custo de US$ 148 bilhões por ano.

O objetivo do comprimido é anular os efeitos da ressaca partindo do princípio de que eles são idênticos aos sintomas de uma gripe e que a mesma molécula (cytokine) é libertada, em ambos os casos, pelos glóbulos brancos para atacar o invasor. No combate à inflamação fica a sensação de mal-estar que na ressaca não costuma durar mais de um dia – porque os derivados da fermentação do álcool são fáceis de destruir, mas que se prolonga por vários dias na luta contra o vírus da gripe. A pílula, para tomar no dia a seguir à bebedeira, vai impedir que a tal molécula seja libertada, não havendo então ressaca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s