TOO MUCH COFFEE

Eva_tout est factice diz: lalalalalala Eva_tout est factice diz: (sorry, nao dormi NADA essa noite, não fumo há quatro dias e estou em estados alternados de consciência) |zm| diz: alternados ou alterados? Eva_tout est factice diz: alterados e alternados Eva_tout est factice diz: tive uma discussão de relacionamento com um robô

MAS TÃO BONITO

  Robert Doisneau (1912-1994) Há vários modos de matar um homem: com o tiro, a fome, a espada ou com a palavra - envenenada. Não é preciso força. Basta que a boca solte a frase engatilhada e o outro morre - na sintaxe da emboscada. [Affonso de Sant'Anna]

NOBODY LOVES, NOBODY GETS HURT

Sossega, nega, não se morre de amor nos trópicos. (O tio tenta uma filosofia de consolação para a amiga que sofre e pena entre a Angélica e Augusta como se fosse num inferno verde de fitzcarráldica fábula babilônica labiríntica, danou-se! a menina nas asas da hipérbole-helicóptera.) Te juega, nega, aqui não se morre disso. Se … Continuar lendo NOBODY LOVES, NOBODY GETS HURT

O QUE RESTOU DA CAMISA

"Quando era criança eu queria ser um escritor porque escritores eram ricos e famosos. Eles ficavam em Cingapura e Rangoon fumando ópio em ternos de seda amarelos. Cheiravam cocaína em Mayfair e penetravam pântanos proibidos com um garoto nativo e viviam em Tânger fumando haxixe e languidamente acariciando uma gazela..." [William S. Burroughs, em ensaio … Continuar lendo O QUE RESTOU DA CAMISA