From the west unto the east

eu quero é dar o fora

2006, um ano mais imaginado que existido; mais repensado que vivido; mais restaurado que construído; doído, doído, doído; que fique aqui morto e enterrado, abandonado numa estrada vazia no meio de algum deserto inventado, pra que não saia, não vaze, não estrague mais nada.

2006, você fica e eu vou. rumo a. to indo. fui.

2006, vá pra puta que o pariu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s