LA TOSCA NA DES.GRÁFICA

Neste sábado (19/10) e domingo (20/10) rola no Museu da Imagem e do Som (Av. Europa, 158, Jardim Europa), em São Paulo, a edição de 2019 da Feira Des.Gráfica, com entrada gratuita e nos dois dias das 12h às 20h.  Realizada desde 2016, a feira é um dos principais eventos nacionais focados em quadrinhos e artes gráficas experimentais. Veja a programação completa da Feira Des.Gráfica 2019 e os nomes de todos os expositores no site do MIS

A La Tosca, grupo de criação coletiva do qual faço parte, chega com lançamentos e novidades:

MORRE BOLSONARO
Novo lançamento da La Tosca, em parceria com a editora Reformatório // MORRE BOLSONARO imagina 25 obituários diferentes para um certo presidente de um certo país da América latina

Manual de Malles Mentaes, Syndromnes Affectivas e Transthornos Contemporámneos com Guia Práctico Para Curas Espirituaes, Tractamentos Luhdicos e Estados Altherados da Percepção VOLUME 3: COMO SOBREVIVER A DIAS TOSCOS
O zine que você precisava. A gente deveria ter lançado no dia 1º de janeiro deste ano. Ou em outubro do ano passado. Mas antes tarde do que nunca, garanta o seu

MANUAL DA ESPOSA PÓS MODERNA
A PÓS MODERNIDADE E SEUS DESAFIOS // COMO SER A ESPOSA PERFEITA PARA SEU HOMEM FEMINISTO 🦸‍♀️ // SUSTENTÁVEL♻️ / ANALISADA🧘 / INTRIGANTE👯‍♀️ / IRRESISTÍVEL🧜 //  A PRIMEIRA PUBLICAÇÃO DA QUADRINISTA @ESTARMORTA

CASA DE BALNEÁRIO
DO URUGUAY, CON CARIÑO // A LA TOSCA ORGULHOSAMENTE APRESENTA: CASA DE BALNEARIO / AVENTURAS NO TRABALHO / EFETOS PSICOSOMÁTICOS DO CAPITALISMO / DIRETAMENTE DOS MUROS DE MONTEVIDEO / PARA SEU MAIOR DESCONFORTO // importamos os excelentes posteres, zines e adesivos do uruguaio @casadebalneario; em elegantes e diversos modelos, palavras e desenhos da #autoajudatosca que você necessita para começar e terminar o dia PUTO DA CARA e com um pouco mais de AUTOCRÍTICA. Compre, presenteie, cole no espelho, mande indiretas para quem quiser

 

ON THE ROAD, WITH LOVE

só pra contar que hoje comemoro 22 anos de co-habitação (de união faz mais tempo ainda) com meu companheiro de viagem do melhor jeito possível: acabamos de chegar a #Montevideo, #Uruguay (cidade amada!) para participar da II Feria de Arte Impreso, organizada pela microutopiaspress (30/8 a 1/9 no Centro Cultural de España – Rincón, 629 – Ciudad Vieja), levando zines e prints da @latosca e, claro, peixes e amor ♥️🐟 O time de expositores reúne artistas e editoras do Uruguai, Argentina, Chile e Brasil e vai ser demais! 😊 🇺🇾 ⁠

I FERIA DE ARTE IMPRESA MICROUTOPIAS

Tudo pronto, prints, zines e malas (mentira) pra embarcar pra #montevideo, onde participo da I Feria de Arte Impresa Microutopias, organizada por microutopías, no Centro cultural de España de 8 a 10 de junho.

Estarei lá com a La Tosca, lançando zine oficial e levando missão, valores e visão de futuro do grupo de criação coletiva que conta com Ian UviedoEduardo Kerges Mari CasalecchiRonaldo Bressane Michelle KrotoszynskiJosé Maia e população flutuante.

Conheça mais em: http://www.latosca.com.br

LA TOSCA NA PLANA 2018

Dia de vendas no Olana Festival. Na banca da La Tosca, além dos desenhos da série #SobreAmoreOutrosPeixes, tem zines de Otto e Eduardo Kerges, Ian Uviedo, Michelle Krotoszynski, Mari Casalecchi, Lorena Kaz e outros. Aceitamos cartão, fazemos escambo e estaremos amanhã das 11h até o último freguês (por volta das 20h) na Cinemateca Brasileira – largo Raul Cardoso, 207. Apareçam!

PLANA FESTIVAL 2018

Começa HOJE o @planafestival (festival internacional de publicações de SP) na @cinemateca. Estarei lá na banquinha da @latosca_inc com a série clássica #SobreAmoreOutrosPeixes + desenhos recém saídos do forno (veja alguns na galeria)

23/3 • sexta • das 17h às 20h
24/3 • sábado • das 11h às 20h
25/3 • domingo • das 11h às 20h

LA TOSCA NA FEIRA PLANA 2017

A La Tosca, grupo de criação coletiva do qual faço parte desde 2003, estreou como editora na Feira Plana – maior evento de publicações independetes do Brasil – este ano. Teve lançamento de uma nova série de zines e muito mais: quadrinhos, pratos e desenhos meus, posteres do Eduardo Kerges, Camila Fudissaku e Ian Uviedo e livros do Ronaldo Bressane.

Só simpatia no atendimento ;)

Zines La Tosca

Compendio de Medicinna Post-Modherna. No volume 01. Doenças Crônicas, Ronaldo Bressane lista males comportamentais contemporâneos ainda não detectados pela ciência // ilustrações por Eva Uviedo, Eduardo Kerges e Zé Maia; o volume 02. Therapias Desocupacionaes, traz a visão dos mesmos ilustradores, mais Ian Uviedo e Camila Fudissaku, à frase “isso pra mim é uma terapia”

Zine As Coisas Todas

Zines e posteres La Tosca à venda aqui: http://www.latosca.com.br/loja

E claro que tem novidades aqui: http://www.evauviedo.com.br/loja

FEIRA PLANA

A Feira Plana que rolou final de semana no MIS foi coisa linda de meu deus: vendemos tudo, comprei montes de artes e zines, conheci pessoas e projetos incríveis, revi montes de amigos queridos, foi demais.

Gratidão eterna à Bia Bittencourt, por essa excelente ideia de evento e especialmente pela energia de correr atrás e fazer acontecer. E obrigada de coração a todos que passaram por lá <3

(Ah, e quem não conseguiu comprar os cartazes e desenhos por motivos de #soldout pode encomendar pelo site: http://www.evauviedo.com.br)


Os rabiscos que viraram clichês de impressão para o livro Mnemomáquina, e que viraram cartazes depois


A aplicação dos clichês do livro de Ronaldo Bressane


Barraquinha na Feira Plana

FEIRA PLANA: SOLD OUT

A Feira Plana que rolou final de semana no MIS foi coisa linda de meu deus: vendemos tudo, comprei montes de artes e zines, conheci pessoas e projetos incríveis, revi montes de amigos queridos, foi demais.

Gratidão eterna à Bia Bittencourt, por essa excelente ideia de evento e especialmente pela energia de correr atrás e fazer acontecer. E obrigada de coração a todos que passaram por lá <3

Ah, e quem não conseguiu comprar os cartazes e desenhos por motivos de #soldout pode encomendar pelo site: http://www.evauviedo.com.br/lojinha

E a minha última venda da #feiraplana foi o meu queridíssimo pôster do J. Cruijff – para o rapaz HOLANDÊS da foto. E o que está escrito no cartaz? A frase do celebre jogador: “O acaso é lógico”. E como é! Valeu!

P.S. Além de vender, fiz ótimas compras na #feiraplana, olhaí

O futuro está no passado

Primeiro veio o livro.
Não, não.

Primeiro o Lorenzo, filho do Ronaldo, acordou no Copan e disse que tinha visto um tubarão voador pela janela.

(E eu que achava que essa espécie estivesse extinta desde os anos 80… Mas já há muito tempo perseguia o cardume de peixes voadores por aí.)

Depois surgiu o tubarão. Esse, que abracei, botei no colo, ninei. E as mulheres com cabelos de tentáculos, que também já rondavam há muito esse lado da cidade.

Enquanto isso, o tubarão que sonha, o homem perdido e a mulher-polvo dormiam o sono intranquilo dos personagens não-publicados. Junto com o gorila mutante, o escritor morto de modo misterioso, os escritores que se tornaram imortais, o gordinho nerd e os irmãos que viajam pelo interior do Brasil em busca de um amigo imaginário, e muitos outros.

Assim é o primeiro romance do Ronaldo Bressane, que veio ao mundo sete anos depois do tubarão cruzar os céus do centro de SP. Os tempos se cruzam, e entre passado, presente e futuro, sobrepostos em camadas e bagunçados cuidadosamente, contados por 15 narradores diferentes; quando vamos ver, tudo já aconteceu.

Então, sim, veio o livro:

O primeiro romance de Bressane, Mnemomáquina, editado artesanalmente pela Demônio Negro, com capa em tecido escarlate [como os códices do século XIV], impressão em clichês tipográficos [técnica do século VIII], toda em fonte Garamond [também datada do século XVI], vinhetas gráficas em uma cor e acabamento inteiramente à mão. A tiragem, única e numerada, restringe-se a 40 exemplares, depois acabou. Segundo o autor, “Há livros demais no mundo — e poucos podem ser passados direto do escritor ao leitor, de mão a outra. Como antigamente. Como pode voltar a acontecer no futuro.”

E assim os seres fantásticos e imaginários que me assombravam se juntaram aos outros personagens, em forma de vinhetas, para ilustrar os capítulos do livro; e se desdobraram em uma série limitada de posters e cartões:

Daí veio amanhã:
quando enfim tubarões, polvos, seres fantásticos e náufragos em terra firme estarão juntos à venda na na Feira Plana (na entrada do MIS, estande 11 – Sáb. (8) e dom. (9): das 12h às 20h. Grátis).

Vem que vai ser massa.

* * *

Perdeu a feira? Chegou e já tinha acabado tudo? Pode encomendar suas artes aqui: 
http://www.evauviedo.com.br/

O FUTURO ESTÁ NO PASSADO

Primeiro veio o livro.
Não, não.

Primeiro o Lorenzo, filho do Ronaldo, acordou no Copan e disse que tinha visto um tubarão voador pela janela.

(E eu que achava que essa espécie estivesse extinta desde os anos 80… Mas já há muito tempo perseguia o cardume de peixes voadores por aí.)

Depois surgiu o tubarão. Esse, que abracei, botei no colo, ninei. E as mulheres com cabelos de tentáculos, que também já rondavam há muito esse lado da cidade.

Enquanto isso, o tubarão que sonha, o homem perdido e a mulher-polvo dormiam o sono intranquilo dos personagens não-publicados. Junto com o gorila mutante, o escritor morto de modo misterioso, os escritores que se tornaram imortais, o gordinho nerd e os irmãos que viajam pelo interior do Brasil em busca de um amigo imaginário, e muitos outros.

Assim é o primeiro romance do Ronaldo Bressane, que veio ao mundo sete anos depois do tubarão cruzar os céus do centro de SP. Os tempos se cruzam, e entre passado, presente e futuro, sobrepostos em camadas e bagunçados cuidadosamente, contados por 15 narradores diferentes; quando vamos ver, tudo já aconteceu.

Então, sim, veio o livro:

O primeiro romance de Bressane, Mnemomáquina, editado artesanalmente pela Demônio Negro, com capa em tecido escarlate [como os códices do século XIV], impressão em clichês tipográficos [técnica do século VIII], toda em fonte Garamond [também datada do século XVI], vinhetas gráficas em uma cor e acabamento inteiramente à mão. A tiragem, única e numerada, restringe-se a 40 exemplares, depois acabou. Segundo o autor, “Há livros demais no mundo — e poucos podem ser passados direto do escritor ao leitor, de mão a outra. Como antigamente. Como pode voltar a acontecer no futuro.”

E assim os seres fantásticos e imaginários que me assombravam se juntaram aos outros personagens, em forma de vinhetas, para ilustrar os capítulos do livro; e se desdobraram em uma série limitada de posters e cartões:

Daí veio amanhã:
quando enfim tubarões, polvos, seres fantásticos e náufragos em terra firme estarão juntos à venda na banca dos Pretos Gêmeos na Feira Plana (na entrada do MIS, estande 11 – Sáb. (8) e dom. (9): das 12h às 20h. Grátis).

Vem que vai ser massa.