PARADA DO VELHO NOVO

Eu estava sobre uma colina e vi o Velho se aproximando, mas ele vinha como se fosse o Novo.

Ele se arrastava em novas muletas, que ninguém antes havia visto, e exalava novos odores de putrefação, que ninguém antes havia cheirado.

A pedra passou rolando como a mais nova invenção, e os gritos dos gorilas batendo no peito deveriam ser as novas composições.

Em toda parte viam-se túmulos abertos vazios, enquanto o Novo movia-se em direção à capital.

E em torno estavam aqueles que instilavam horror e gritavam: ‘Aí vem o Novo, tudo é novo, saúdem o Novo, sejam novos como nós!’ E quem escutava, ouvia apenas os seus gritos, mas quem olhava, via pessoas que não gritavam.

Assim marchou o Velho, travestido de Novo, mas em cortejo triunfal levava consigo o Novo e o exibia como Velho.

O Novo ia preso em ferros e coberto de trapos; estes permitiam ver o vigor de seus membros.

E o cortejo movia-se na noite, mas o que viram como a luz da aurora era a luz de fogos no céu. E o grito: ‘Aí vem o Novo, tudo é novo, saúdem o Novo, sejam novos como nós!’ seria ainda audível, não tivesse o trovão das armas sobrepujado tudo.

— Bertold Brecht (via /filipesaraiva)

COMÉDIA

Buster Keaton

G. tenta chegar a uma lata de biscoitos que está fora do seu alcance. O esforço é tremendo.
G. sabe que a lata está vazia mas não desiste. A insistência é incompreensível.
O público ri.
(gosto tanto deste blog: http://last-tapes.blogspot.com.br)

lost and found

ok só para provar que, apesar da pastinha de ‘tubarões’ estar alocada dentro de uma outra ‘obsessões’ [ c:\minhas imagens\obsessões\tubarões], esta é apenas uma delas. a favorita. porém eu tenho sim no disco rígido outras obsessões imagens que podem ser do agrado geral. de cara, penso logo em aumentar a audiência através de alguns pesca-trouxas assuntos intrigantes ou, melhor ainda, aquelas palavras-chave que a gente sabe que tdo mundo curte, tipo:

cachorrinhos fofos

histórias infantis edificantes

restart, cine, NX Zero

travestis

e o final de Lost

bem, é isso gente, Lost acabou. alguns estão mortos, outros estão morrendo, outros ainda vão morrer. assim como a humanidade inteira por sinal – então qual é a grande novidade, JJ? mais uma vez se aplica a teoria do meu amigo Dr. Pessoa: no fim, dá tudo na mesma. aliás, o que me lembra uma coisa…

tubarão de saideira, porque é pertinente, afinal.

JOHNNY, from Massachusetts

JOHATHAN RICHMAN tinha boas maneiras, bons amigos, todos os dentes e um emprego decente; o problema foram as influências. No caso dele, o Velvet Underground. Foi o que fez ele se mudar pra New York em 1969, passar semanas dormindo no sofá do empresário do Velvet, trabalhar de office-boy da Esquire, tentar viver de música e falir. De volta a Boston e munido da musicalidade raivosa de um office-boy frustrado, se juntou aos amigos David Robinson, Rolfe Anderson, John Felice, Jerry Harrisson e formou a banda que viria a ser a precursora do punk-rock, The Modern Lovers. A formação durou menos de dois anos, mas nesse meio tempo chegaram a gravar um disco (The Modern Lovers), produzido pelo John Cale, que só foi lançado três anos depois da banda ter acabado. Ainda assim, serviram de influências para outros músicos, tipo Violent Femmes e os Sex Pistols. Após o fim do grupo, o tecladista Jerry continuou ganhando a vida tocando numa bandinha iniciante, os Talking Heads; o baterista David integrou The Cars; e Jonathan montou uma banda completamente diferente, com outros integrantes, com a qual gravou um disco, Jonathan Richman & The Modern Lovers, em 1977. De lá pra cá, entrou em tudo que é onda (certa ou errada), de folk a versões em espanhol de seus sucessos, de country a progressivo, passando pelo clássico ‘período sabático’ que a muitos cai tão bem.

Mas nem todo seu currículo, vida e obra são suficientes para entender a obra-prima performática que pode ser vista no vídeo abaixo. Srs., com vocês, todo o charme, carisma e descontração de Mr. Richman:

Melhorou meu dia.

(*) Galeria de esquizoídolos

A RAIVA



A raiva ou hidrofobia é uma encefalite infecciosa que acomete praticamente todos os mamíferos: carnívoros – canídeos (cão, lobo, raposa, hiena, chacal), felídeos (gato), quirópteros (morcegos), roedores (ratos e esquilos), ruminantes (bois e veados), monogástricos (cavalo), primatas (homem).

Tanto no homem como nos animais, quando os sintomas da moléstia se manifestam já não há mais cura possível – a morte é certa. Assim, todo tratamento deve ser feito durante o período de incubação, quando o paciente não apresenta sintomas e não manifesta queixas. No homem, o primeiro sintoma é uma febre pouco intensa (38ºC) acompanhada de dor de cabeça e depressão nervosa. Em seguida, a temperatura torna-se mais elevada, atingindo 40ºC a 42ºC. Logo a vítima começa a ficar inquieta e agitada, sofre espasmos dolorosos na laringe e faringe e passa a respirar e engolir com dificuldade. Os espasmos estendem-se depois aos músculos do tronco e das extremidades dos membros, de forma intermitente e acompanhados de tremores generalizados, taquicardia e parada de respiração.

A hospitalização deve ser o mais confortável para o paciente, devendo-se tomar todos os cuidados possíveis para manter seu conforto. Qualquer tipo de excitação pode provocá-los (luminosa, sonora, aérea). Freqüentemente experimenta ataques de terror e depressão nervosa, apresentando tendência à vociferação, à gritaria e à agressividade, com acessos de fúria, alucinações visuais e auditivas, baba e delírio.

Em se tratando do cão, deve-se ter em mente que as inclusões só aparecem com o evoluir da doença, razão pela qual não se deve sacrificar precocemente o animal mordedor, mas sim observá-lo e só matá-lo para a retirada do cérebro e pesquisa dos corpúsculos típicos quando aparecerem sintomas que levem à suspeita de raiva. O animal com suspeita de raiva deve ser isolado e ficar em observação ou sofrer eutanásia para ser realizado um exame do cérebro e tronco cerebral em busca do vírus.

Quando mordidos por animais comprovadamente contaminados, animais não-vacinados devem sofrer eutanásia ou, se o dono não quiser, devem ser vacinados e ficar confinados a um estrito isolamento; se estiver sadio no final do sexto mês, poderá voltar ao seu dono.
 

HALLOWEEN

Pouca gente sabe, mas Halloween não é apenas o dia 31 de outubro, mas as festas que celebram: Dia das Bruxas, Dia de Todos os Santos e Dia de Finados. É uma festa de origem celta que se propagou especialmente entre os anglo-saxões. Agora, após alguns séculos, está chegando com mais força ao Brasil. Em contrapartida, movimentos pela tradição nacional pregam a valorização do Saci como símbolo de uma festa brasileira, o Ralouim. Vamos ler algo sensato a respeito?

O Halloween era originalmente um ritual celta. Posteriormente foi modificado pelos romanos e mais tarde levado para os Estados Unidos pelos europeus. Da mesma forma, o carnaval (um dos simbolos brasileiros mais fortes) foi gerado na Europa e introduzido no Brasil durante a colonizacao portuguesa com influencias italianas. Mais tarde, elementos africanos tambem foram introduzidos ao nosso carnaval. Agora eu pergunto: o que seria de nos se sentimentos patriotas rejeitassem a introducao do carnaval no Brasil? Retirado do site Pessoas do Século Passado. Leia a íntegra aqui.

TEMPO AMARELO

Amarelo é a cor das mesas,

dos bancos, dos tamboretes,

dos cabos das peixeiras,

da enxada e da estrovenga.

Do carro de boi, das cangas,

dos chapéus envelhecidos,

da charque.

Amarelo das doenças,

das remelas dos olhos dos meninos,

das feridas purulentas,

dos escarros,

das verminoses,

das hepatites, das diarréias,

dos dentes apodrecidos…

Tempo interior amarelo.

Velho, desbotado, doente.

Renato Carneiro Campos em Amarelo Manga.

RESPOSTAS A PERGUNTAS RELEVANTES

Eduf, aí estão as respostas que você procurava. Qualquer dúvida, estamos aí.

1. David Kelly realmente se matou? Em que condições?
Sim, ele se matou, de uma forma ou de outra. Na verdade, como diz o ditado, ao entregar a mutreta britânica, ele já era um homem morto.
Mas quem não é?

2. Tribalistas ganhará o Grammy? Quais serão as conseqüências para a economia mundial?
Tribalistas ganhará o Grammy sim. Eles adoram macumba pra turista. As consequências serão mais culturais do que econômicas. Mais relevante é saber quem vai se dar bem nessa história, e a resposta, claro, é: o Mano Wladmir.

3. Há suspeitas de que os filhos de Saddam estejam mortos. Alguns comentaristas estão babando sangue, querendo que matem até os cachorros da família do ex-ditador do Iraque. Alguém ainda acredita em liberais?
Sim, um monte de gente ainda acredita, infelizmente.

4. Estão dizendo que a pirataria financia o terrorismo. Portanto, fiquem longe dela, amiguinhos. E os bancos? E algumas grandes empresas? E o mercado de armamentos, mantidos por Estados? Fico longe também?
As drogas e a pirataria financiam tudo, desde o governo da maioria dos países até o chiclete que estou mascando. Afaste-se de tudo, mas não se esqueça que o tráfico de ópio também deve financiar os monges tibetanos. Ou durma com um barulho desses.

5. Alguém sabe onde colocar o ppd de impressora no Page Maker? Sem isso, não fecho a LOAD.
Só prego usa Page Maker; quem é pró usa Quark X Press

6. Existe um título de novela mexicana mais absurdo do que Pedro, o Escamoso?
Creio que não, mas Pedro, o Escamoso é uma novela colombiana.
Ah! A mexicana Abraça-me Muito Forte é uma concorrente à altura…

7. Quer aprender a pilotar com o tio Osama?
Nem. O cara é mó braço.

CONFUSÕES OLÍMPICAS

“Que me perdoem as feias, mas beleza é fundamental.”
Cesar Maia, prefeito do Rio, comemorando a escolha de sua cidade (a bela), que disputava com São Paulo (a feia), como candidata do Brasil a sediar os Jogos Olímpicos de 2012


O prefeito do Rio, ao vencer a disputa pelo posto de pré-candidato a sediar as Olimpíadas em 2012, deu mais uma demonstração da total falta de classe do poderio carioca. Além de errar na citação (o certo seria ‘as muito feias que me perdoem’), errou na etiqueta e na comemoração. Azar. Errou também a Marta Suplicy e sua apresentação teatral, encenada pela Irene Ravache e dirigida pelo José Possi Neto. Constrangedor. Errou ao citar Pelé, Ayrton Senna e João do Pulo. Mico. O que isso tem a ver?

Agora, cá pra nós – e correndo o risco de passar por despeitada: qual paulistano está ligando pra esse papo de Olimpíadas? O que isso representa pro pessoal de Pirituba? Será que o paulistano médio acharia bom mesmo um monte de atletas estrangeiros e turistas engarrafando ainda mais esta cidade? Ou isso só interessaria a uma minoria e, principalmente, aos cofres públicos?

Eu pessoalmente acho melhor assim; o Rio tem vocação e precisa atrair turistas, enquanto nós precisamos mesmo é ser deixados em paz. Já não está bom demais?

PS: ponto para César Marcondes, presidente da Anhembi Turismo e Eventos, que declarou: “Prefiro responder Vinicius com Caetano: “Narciso acha feio o que não é espelho'”.

Silvio Santos pirou de vez

Uma notícia veiculada pela edição da revista “Contigo” que chegou às bancas nesta quinta-feira pegou de surpresa os fãs do Silvio Santos. Em entrevista por telefone diretamente de sua casa em um condomínio de Celebration, na Flórida, EUA, o empresário disse à repórter ter um problema nas artérias do coração e que só se locomove em uma cadeira de rodas, estando à beira da morte. Segundo disse o empresário à revista, os médicos teriam lhe dado mais seis anos de vida.

No entanto, a revista apresenta fotos tiradas um dia antes da entrevista nas quais o apresentador é flagrado fazendo compras em um supermercado, andando.

De acordo com a repórter, Silvio Santos afirmou que não volta mais para o Brasil porque encontrou em Celebration “a paz e tranqüilidade” das quais precisava e onde “vai esperar a morte”. Seu último desejo, de acordo com a reportagem, é que todas as publicações brasileiras saiam com uma tarja preta no dia de sua morte, em sua homenagem.

O apresentador disse já ter perdido 11 quilos nas duas últimas semanas, o que não é aparente pelas fotos, e que se submete constantemente a transfusões de sangue. De acordo com a repórter, a informação de que o apresentador não volta mais ao Brasil não pôde ser confirmada, já que de sua agenda consta uma série de gravações no próximo dia 22, no Brasil. Sobre a reportagem, a assessoria do SBT informou não ter ainda uma posição.

Indagado sobre quem seria seu sucessor no SBT, Silvio Santos disse à repórter que quem está tratando do assunto é José Bonifácio de Oliveira Sobrinho – o Boni – e a Televisa, para os quais o empresário estaria, supostamente, negociando a venda da empresa.

Também segundo a revista, Boni nega a informação.

Ou é um golpe de marketing, ou o véio surtou de vez.

Update:
é TUDO PIADA! SS tá é TIRANDO ONDA!!

BELLEZA, O NOSSO LOSER MANO

Parece que está mesmo determinado a virar um rock star, e até tatuou isso nos dedinhos. E está funcionando a macumbinha: segundo Erika Palomino, ele é “líder de uma das bandas mais modernas de SP” (a recém re-batizada “Daniel Belleza e os Corações em Fúria”). Bonitinho, ne? “Nosso som é glam, punk e pop, é chiclete, é um punk sha-la-la com um lado glam”, se auto-define. Classe. Miss Palomino se derrete mais ainda: “É punk, glam, artsy, debochado, fetichista, pop, rock, sexy.”

Belleza, alma de caminhoneiro em corpo de drag queen: cê tá de parabéns, hein, fio!

PUNK’S NOT DEAD

Mas o líder do Ramones e do The Clash já foram. Sid Vicious não jogou nem o primeiro tempo. Johnny Rotten (aos trancos e barrancos) ainda resiste. Até quando?

Ah, é. Ainda tem o Supla.

La Tosca Motions

Ontem rolou a segunda exibição dos vídeos que eu, o Zé Maia e o Luish Moraes fizemos para passar no show do Ortinho. Acho que ficaram muito legais :) Ao contrário dos outros “VJs” (Palumbo, Spetto, Bijari), que esbanjam tecnologia, máquinas ultra-modernas e efeitos especiais, editando imagens na hora, a nossa firma se baseia em uma estética low-tech-tosca-trash, abusando do stop motion e efeitos de power point — mas sem ser cafona. A gente grava em vídeo de maneira amadora e sem sair de casa, usa amigas como modelos, pega imagens grátis na internet, fotos tiradas por crianças, desenhos feitos ao telefone, passa tudo pra fitas VHS usadas e tchananã! Passa o show inteiro trocando fita no videocassete do telão. E galera aplaude de pé (porque não tem onde sentar)!