SOBRE COELHOS E METÁFORAS

Vou aproveitar que hoje é Páscoa para falar de coelhos e metáforas. Recentemente me fizeram a pergunta sobre um desenho: “o que quer dizer essa menina com chapéu de coelho segurando um tubarão?”. Bem, conforme explanado brilhantemente no programa Choque de Cultura, é aquilo: quando você não consegue desenvolver um argumento, você usa uma metáfora. E às vezes não é nem que não consigo, é que não quero. Que se eu explicar tudo, não sobra nada pra pessoa imaginar. Aí fica a pergunta: o que é, pra você, uma menina com chapéu de coelho segurando um tubarão?

#SobreAmoreOutrosPeixes é uma série que usa seres do mar como metáfora para sentimentos.

Veja mais em www.evauviedo.com.br

LOVE IS HARD TO EXPLAIN

O rabisco desse desenho nasceu há dez anos, no canto de um caderninho, embalado em sentimentos que nem sei mais. Postei logo no Flickr, inclusive sdds flickr. Virou pôster há coisa de 3, 4 anos, em duas versões, há 2 virou série limitada de pratos, no ano passado acrescentei umas texturas e novas cores. Não fiquei muito satisfeita com o resultado, fiz uma enquete perguntando qual vocês preferiam, e entre uma e outra decidi não decidir; fiz uma terceira. Que a esta altura já deve ser a décima quinta. E eu sempre volto a ele. O amor tem dessas coisas. Vem como rascunho, a gente vai caprichando, acertando, procurando melhorar. Pode ser que mude a todo momento – para assim sempre ser perfeito. Já contei pra vocês que sou geminiana?

https://www.evauviedo.com.br/personalwork


Lançamento: edição limitada de pratos decorativos Sobre Amor & Outros Peixes

A série “Sobre amor & outros peixes“, onde são retratados peixes, tubarões, polvos, arraias e outros habitantes do mar, é inspirada nas profundezas do mar e dos sentimentos. A fauna marítima é usada como analogia para os diferentes tipos de sentimentos, nuances e sutilezas que envolvem os relacionamentos humanos: amor, dependência, carinho, dominação, paixão; tentáculos, escamas e nadadeiras. Tudo misturado suavemente, como uma dança em meio líquido, de movimentos tão delicados quanto distorcidos – como o amor.

O tema já foi desdobrado em diversos suportes e publicações: seres marítimos estiveram presentes nos livros Toureando o Diabo [publicação independente, 2016] e Nossa Senhora da Pequena Morte [Editora do Bispo, 2009], ambos coautorias com Clara Averbuck. Antes, tubarões e peixes alados deram vida, em livro e série de posters, aos personagens do romance Mnemomáquina [Demônio Negro, 2014] de Ronaldo Bressane, e ao poema Primeira Aula de Levitação [Mostra SESC de Artes, 2009].

A série chega agora em forma de pratos decorativos com edição limitada e numerada. As peças, que recebem aplicação de decalque e queima a 800º, vem em dois tamanhos, 19 e 27 cm, e já estão disponíveis para pré-venda no site.

O lançamento oficial será nos dias 26 e 27 de novembro, durante o Mercado Cult, feira de artes no Espaço Cult, na Vila Madalena.

Serviço: Pratos decorativos

Tamanho: 19 cm e 27 cm

Preço: de R$ 120 a R$ 180

Lançamento da edição limitada: durante a 3º edição do Mercado Cult
26 e 27 de novembro, das 11h às 19h
Rua Aspicuelta, 99 – Vila Madalena/SP – (11) 3032-2800
atendimento@espacorevistacult.com.br
https://www.facebook.com/events/209194886184266/

Mais informações: evauviedo@gmail.com

SOBRE AMOR & OUTROS PEIXES

Obra em construção desde 2009, a série “Sobre amor & outros peixes” usa os seres do mar como analogia para os diferentes tipos de sentimentos, nuances e sutilezas que envolvem os relacionamentos humanos: amor, dependência, carinho, dominação, paixão; tentáculos, escamas e nadadeiras; tudo misturado suavemente, como uma dança em meio líquido, de movimentos tão delicados quanto distorcidos. O amor pode ser um peixe dourado, um tubarão, uma arraia que se finge inofensiva. Daqui pra frente as associações são infinitas e ficam a cargo de cada um.

O amor não é fácil de explicar.

+++ mais aqui

[Desenho integra o livro ‘Toureando o Diabo’]

Desenho integra o zine ‘As Coisas Todas’

[Mural na Mostra SESC de Artes]

SOBRE AMOR & OUTROS PEIXES

Obra em construção desde 2009, a série “Sobre amor & outros peixes” usa os seres do mar como analogia para os diferentes tipos de sentimentos, nuances e sutilezas que envolvem os relacionamentos humanos: amor, dependência, carinho, dominação, paixão; tentáculos, escamas e nadadeiras; tudo misturado suavemente, como uma dança em meio líquido, de movimentos tão delicados quanto distorcidos. O amor pode ser um peixe dourado, um tubarão, uma arraia que se finge inofensiva. Daqui pra frente as associações são infinitas e ficam a cargo de cada um.

O amor não é fácil de explicar.

(mais aqui: http://www.evauviedo.com.br/sobre-amor-e-outros-peixes)